Manias

•Agosto 4, 2013 • Deixe um comentário

Todos temos nossos costumes e manias. Todos temis aquela uma coisa que nos caracteriza e sem a qual não conseguimos prosseguir nosso dia a dia. Alguns roem unhas, outros rabiscam. Há inúmeras. Mas a minha… bem… eu elogio pessoas.

Se há uma coisa que nao consigo fazer é ver uma pessoa bonita e nao elogiá-la. Princialmente se são suas mãos. É uma mania estranha, é verdade, e a gente às vezes acaba assustando a outra pessoa, mas vale a pena… porque depois elas soltam aquele sorriso que vem do fundo da alma, as bochechas fican vermelhas, o constrangimento e a felicidade de terem sido notadas é gratificante.

Certa vez passei um semestre observando um garoto. Ele se vestia muito bem, tinha longos cabelos loiros, olhos castanhos expressivos e uma postura altiva que eu adorava. Não demorou muito para que ele se tornasse meu muso e eu o observasse todos os dias. Um dia, juntei toda a pouca coragem que eu tinha e me aproximei dele.
“Por favor… nao me ache estranha, mas eu te acho muito lindo”.
Ele piscou, olhou para os lados depois me lançou um sorriso de orelha a orelha, meio vermelho. Hoje em dia somos bons amigos. Outra vez, foi outro rapaz no ônibus.
“Não fique com raiva… mas eu precisava dizer que você tem mãos muito bonitas”
Ele primeiri achou que eu fosse falar algo ruim, mas depois sorriu e olhou para as proprias mãos como que para verificar se eram verdade. Eu nunca mais o vi, e também não espero vê-lo. O sorriso daquele dia ja foi o suficiente.

Talvez seja uma mania estranha essa de elogiar pessoas, mas de certa forma me deixa muito bem ver a reaçao das pessoas ao serem notadas e maneira positiva.

Me pergunto se isso muda algo na vida delas.

Namoro, namorados…

•Julho 4, 2012 • 1 Comentário

Poxa… Faz milhares de anos que não apareço aqui. Acho que agora que tenho um tableg, vou começar a postar mais…
De qualquer forma, estou de volta, e com mais um dos meus pensamentos insanos e machistas.
Eu sempre fui uma menina ingênua e bobinha. Acreditava em tudo e em todos, e na maioria das vezes, me decepcionava por isso. Minbas amigas acusavam meus “paquerinhas” de monstros enganadores, e eu sempre na minha. Tenho uma espécie de filosofia estranha em que acredito que se algo em sua vida está dando errado, existe 70% de chance de que a culpa seja sua. Pois bem, eu sempre acreditei que a culpa de ter sido trocada tantas vezes era minha, então quando comecei a namorar meu querido e indelicado atual namorado, decidi mudar : eu seria a senhorita perfeita.
Muitas mulheres podem achar que isso é abdicar do direito que a mulher, com tanto esforço, conseguiu… Aquele direito de ser mais que uma dona de casa, sabem? Bem, pra falar a verdade, eu não me incomodaria de ser uma dona de casa. Acredito que se deve fazer coisas para compensar o que se tem. Não me incomodo de fazer o café ou de lavar pratos, mas exijo que minhas necessidades também sejam atendidas. Eu dou tudo o que ele quer ou precisa, pois sei que também terei o que quero. A relação é quase como uma troca de favores, e lhe dá toda a felicidade  com aquele toque de liberdade que todo homem ou mulher deseja.
Enfim, é isso. Acredito que para um relacionamento funcionar, é preciso muita dedicação de ambas as partes. Não fique esperando que seu amor lhe dê tudo pelo simples fato de que ele te ama. Dê em troca também. O namoro fica muito mais natural e saudável.

Ps.: não existe nada de ciêntifico nesse texto. Falo isso baseada no meu próprio relacionamento que já dura a cinco anoz, na maior harmonia do mundo.

Livrando da poeira…!

•Fevereiro 24, 2012 • Deixe um comentário

Bem… Faz muito tempo que não posto nada. Tive até a intenção de fazer alguns “posts engraçados”, mas aparentemente, não faz meu estilo. De qualquer forma, estou ATUALIZANDO o blog, com mais textos e mais pensamentos. A partir de agora, a estrutura dos textos vai mudar – não vou excluir minhas listas, mas elas vão vir com menos frequência.

Espero não perder as visitas que tinha.

E, MUITO obrigada a todos que comentam… Desculpem não poder responder a todos. Caso queiram perguntar qualquer coisa ou pedir algum conselho, mandem um e-mail para: taberneira.rose@hotmail.com

E que venha o novo!

Meu filho vai ser bem assim…

•Agosto 4, 2011 • Deixe um comentário

 

Já sabem de onde peguei, neh?😄

Como não ser um namorado bobão

•Agosto 3, 2011 • 1 Comentário

Vi esse post nesse Brogui e achei muito verdadeiro. E vocês?

 

Só acho que a 11 deveria ser mudada para: “Não elogie SÓ a bunda ou os seios dela. O cabelo e as unhas também”. Afinal, qual é a mulher que não quer se sentir gostosa?

Miooooolos!!

•Julho 28, 2011 • Deixe um comentário

 

Bebês zumbis omg *–*

lá do Sedentário.

Surpresa

•Julho 28, 2011 • Deixe um comentário

É por isso que meu namorado não faz surpresas, fikdik.

 

Lá do Le Ninja.